Bolo pudim de aipim

E aí pessoal? Tudo beleza? Desde quando eu sei que existo, meu bolo preferido era o de aipim, porém só comia nas festas juninas, pois minha mãe não gostava muito de fazer.
Depois que comecei a cozinhar entendi perfeitamente os motivos dela para não gostar… ralar todo o aipim é um trabalho “hercúleo”.

Acontece que essa receita mudou meu conceito de bolo de aipim e possivelmente também irá mudar o de vocês, pois ele é muito fácil de fazer pelo fato de não ser necessário ralar o aipim.

Além de fácil, ele é muito, muito, muito gostoso, tão macio que nem parece bolo e sim um pudim, por essa razão batizei-o de bolo pudim de aipim com coco.

Vocês irão precisar de:

  • 700 gramas de aipim CONGELADO (esse é o segredo para não ter que ralar),
  • 1 vidro de leite de coco,
  • 1 caixa de leite condensado,
  • 3 ovos,
  • 2 colheres de sopa de manteiga,
  • 2 xícaras de chá de açúcar,

Como fazer:

Se vocês não compraram o aipim descascado (é muito fácil de ser encontrado dessa maneira nas feiras livres), terão que descascar e após isso colocá-lo no freezer para congelar por pelo menos um dia e na noite anterior a preparação deverão retirá-lo para que descongele naturalmente.

No dia da preparação, peguem todos os ingredientes e batam no liquidificador e estará pronta sua massa! Primeiros os ingredientes líquidos e moles (Figuras 1, 2, 3 e 4), depois o açúcar (Figura 5) e por último o aipim (Figuras 6 e 7).

Figura 1 - Leite de côco.

Figura 1 – Leite de coco.

Figura 2 - Ovos.

Figura 2 – Ovos.

Figura 3 - Manteiga.

Figura 3 – Manteiga.

Figura 4 - Leite.

Figura 4 – Leite condensado.

Figura 5 - Açúcar.

Figura 5 – Açúcar.

Figura 6 - Aipim congelado fica bem macio, sem necessidade de ralar.

Figura 6 – Aipim “descongelado” fica bem macio, sem necessidade de ralar.

Figura 7 - Coloque o aipim pelo furo menor da tampa do liquidificador.

Figura 7 – Coloque o aipim aos poucos pelo furo menor da tampa do liquidificador.

Pronto, com sua massa pronta vamos agora para a parte mais complicada da receita… caramelizar a forma.
Peguem uma forma de bolo com furo e coloquem 1/4 de xícara de açúcar (figura 8) e 100 ml de água (figura 9).

Figura 7 - Açúcar na panela.

Figura 8 – Açúcar na forma.

Figura 8 - 100 ml de água.

Figura 9 – 100 ml de água.

Levem a forma ao fogo mais baixo do seu fogão e fique mexendo a “mistura” com uma colher de bambu (figura 10), depois de um tempo a mistura irá caramelizar (figura 11), quando isso acontecer desliguem o fogo e com a mesma colher de bambu “puxem” a mistura para as laterais da forma (figura 12) para que dessa forma vocês untem a forma todinha para receber a massa.

Figura 10 - Mistura esquentando.

Figura 10 – Mistura esquentando.

Figura 11 - Mistura amarelando.

Figura 11 – Mistura caramelizando.

Figura 12 - Após desligar o fogo, puxem o caramelo para as laterais da forma com a colher de bambu.

Figura 12 – Após desligar o fogo, puxem o caramelo para as laterais da forma com a colher de bambu.

Esse passo de caramelizar a forma deve ser feito antes de preparar a massa, pois dessa forma o caramelo irá endurecer e não penetrará na massa do bolo.

Com a forma caramelizada agora despejem a massa dentro dela (figuras 11 e 12) e levem ao forno pré aquecido a 200°C por 60 minutos.

Figura 11 - Percebam que o carmelo está endurecido no fundo da forma.

Figura 11 – Percebam que o caramelo está endurecido no fundo da forma.

Figura 12 - Pronto para ir ao forno.

Figura 12 – Pronto para ir ao forno.

Figura 13 - Pronto!!

Figura 13 – Pronto!

Meus amigos desbravadores da cozinha, após tirarem do forno esperem umas cinco horas para desenformá-lo, sei que é muito tempo, mas esta sugestão é a certeza da vitória para um bolo bem desenformado e, principalmente, uma apresentação (figura 14) de fazer inveja a qualquer bolo de festa junina.

Figura 14 - Servidos?!

Figura 14 – Servidos?!

VAMOS TENTAR?
AOS TALHERES!

Um comentário em “Bolo pudim de aipim

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.