Bombom de Maminha

E aí pessoal? Tudo beleza? Seguinte, onde moro eu e meus amigos, temos um grupo no WhatsApp chamado de “Churrasco no Clube”, simples assim, nos finais de semana quem tiver com vontade de comer um churrasco lança a ideia no grupo e se mais de três integrantes aderirem, já vira um evento.

Aconteceu que num final de semana ninguém tinha falado nada de churrasco ainda e por essa razão eu havia comprado uma peça de maminha para cortar em bifes e fazer na chapa aqui em casa, porém uma das integrantes do grupo do grupo, sem dúvida a mais animada, lançou a ideia já quase na hora do almoço e eu, que não recuso nunca um churrasco, apoiei.

A mudança de última hora do cardápio não me trouxe problemas pois a “peça” de maminha que eu tinha, ao invés de virar bife iria virar churrasco. Como sabia que eu iria ser o assador, pensei em fazer algo diferente e servir uma carne ao ponto para aqueles integrantes que sempre me pedem. Daí surgiu a ideia do Bombom de Maminha.

 

 

Vocês irão precisar de:

  • 01 peça de inteira de maminha,
  • Azeite,
  • Sal grosso,
  • Chimichurri,
  • Papel celofone para churrasco.

A primeira coisa que você DEVE fazer é, com auxílio de uma faca afiada, limpar a carne. Quando digo limpar a carne, não me refiro à tirar a gordura e sim tirar os nervos que ficam na laterais da carne e os sebos que ficam no lado contrário ao lado da gordura (figuras 1 e 2). 

Figura 2 - Como era

Figura 1 – Como estava a carne antes de ser limpa .

Figura 3 - Como ficou

Figura 2 – Como ficou.

Feita essa “limpeza”, coloquem a carne em cima do papel celofane para churrasco e reguem com bastante azeite os dois lados, coloquem sal grosso (lembrem-se sal é a gosto)  e por último coloquem duas colheres de sopa de chimichurri (Figura 3), observem que a gordura normal da carne tem que ser deixada para que dê sabor ao cozimento .

Figura 5 - Percebem a quantidade de sal?

Figura 3 – Tudo temperado.

Agora é enrolar a carne como se estivessem enrolando um bombom tomando cuidado para que o azeite não saia pelas laterais e fechá-la com auxílio de dois barbantes (figuras 4 e 5).

Figura 6 - enrolando

Figura 4 – Enrolando.

Figura 7 - Bombom de maminha

Figura 5- Bombom de maminha.

Pronto, agora é só assar. A vantagem dessa receita é que você pode fazer antes de chegar no churrasco e colocar para assar somente na hora que a brasa estiver “bombando”. Não aconselho fazer de véspera pois com a carne na geladeira é normal que ela comece a “aguar” e essa “agua” com o sal, ficaria insuportavelmente salgada no outro dia.

Quando chegar no churrasco espere a churrasqueira estar acesa e com chama forte (normalmente isso ocorre quando a gordura da linguiça começa a cair no fogo), coloquem a carne numa grelha com uma distância segura da chama, pois o papel celofane para churrasco suporta calor (inclusive vai ao forno) porém se tiver contato direto com  chama ele derrete (figura 6).

Figura 8 - Viu como não queima?

Figura 6 – Viu como não queima?

Permaneçam com a carne no fogo por uma hora, primeiro um lado depois o outro e após esse período retirem do fogo para retirá-la de dentro do “envelope”. Apesar de estar dentro do papel celofane para churrasco, vocês conseguem ver que a carne está “amarronzada” como se tivesse cozida, se perceber que algum lado ainda está vermelho, volte para o grelha pois possivelmente ainda está crua (figura 7).

Figura 10 - Pronto para tirar do envelope

Figura 7 – Pronto para tirar do envelope.

 Agora com ajuda de uma faca abra o “envelope” (figura 8 e 9), porém não desperdicemo líquido que se forma no seu interior, pois vocês irão usá-lo depois. Reservem esse líquido num copo (figura 10). 

Figura 11 - Com cuidado para não perder o líquido

Figura 8 – Com cuidado para não perder o líquido.

Figura 12 - suculenta, não?

Figura 9 – Suculenta, não?

Figura 13 - Na verdade é mais líquido, só que esqueci de tira a foto antes

Figura 11 – Tinha mais líquido, porém que esqueci de tirar a foto antes.

Retirem a carne e coloquem novamente na grelha, porém dessa vez não perca um minuto ela de vista, pois é só para dar aquela “queimadinha” por fora, primeiro um lado depois o outro, se o fogo estiver muito alto e você deixar mais tempo que o necessário, você não só irá queimar por fora como também irá secar a a carne por dentro (figura 12).

Figura 14 - É só um susto por fora

Figura 12 – É só um susto por fora.

Após esse “susto” retirem do fogo e coloquem em uma tábua (figura 13), cortem em fatias finas e antes que aquele amigo apressadinho meta a mão para pegar uma, reguem toda a carne com o líquido reservado (figura 14) e sirvam em seguida.

Figura 15 - Pronto para o corte

Figura 13 – Pronto para o corte.

Servidos?

Figura 14 – Servidos?

Esclarecimentos das possíveis dúvidas. Essa carne depois de pronta não fica com aquela textura característica de churrasco (assada por dentro e com uma casca de sal grosso por fora) ela fica com textura de carne cozida, porém extramente macia.

O que é papel celofane para churrasco e onde encontrá-lo? Papel Celofane para churrasco, assim como o papel celofane de artesanato, tem aparência de plástico, porém é papel mesmo, pois o celofane é um polímero natural derivado da celulose. Pode ser encontrado em qualquer mercado, normalmente, no setor de churrasco dos mercados ou no mesmo setor onde é encontrado o papel laminado ou filme plástico PVC (figura 15).

Figura -

Figura 15 – Parece rolo de laminado, mas não é.

E o chimichurri o que é ? É um tempero original dos pampas argentinos e uruguaios, é um combinado de cebola, alho, salsa, pimentão, orégano, cebolinha, mostarda, tomate, manjericão, pimenta calabresa, louro e noz moscada desidratados que recentemente foi lançado por uma empresa especializada em temperos, também não é difícil de encontrar pois com certeza você já passou por ele no mercado pois fica ao junto dos outros temperos desidratados (figura 16).

chumichurri

Figura 16 – Chimichurri.

 

VAMOS TENTAR?
AOS TALHERES!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.