Camarão na moranga

E aí amigos? Tudo beleza? Hoje primeiro dia útil após a páscoa vou trazer uma receita que fiz nessa semana santa e foi um sucesso. Os meus “guerreiros iniciantes da cozinha” podem estar perguntando, “- porque somente após o término da páscoa que o Eric publicou essa receita, e não antes?” Eu respondo: eu não tinha intenção de acabar com o “glamour” da comida que sua esposa ou sua sogra fazem todo ano no domingo de páscoa, hahaha.

Imaginem em pleno almoço de domingo de páscoa no qual suas esposas ou sogras fazem aquela tradicional bacalhoada, ou aquela moqueca de peixe que seu sogro diz não existir nada igual no mundo, vocês aparecem com um Camarão na Moranga? É briga na certa…

Que tal sugerir esse cardápio num próximo final de semana? Dessa forma, vocês vão agradar todo mundo, suas esposas, suas sogras, seus sogros e até mesmo seus cunhados e não irão ferir susceptibilidades.

Vocês irão precisar de:

  • Uma moranga grande de mais ou menos 3 Kg (pode ser maior, nunca menor), 
  • 1 tablete de caldo de camarão dissolvido em 1/2 litro de água,
  • 1 Kg de camarão descascado,
  • 4 dentes de alho,
  • 2 sachês de Hondashi ou  01 sachê caldo de camarão
  • 2 colheres de sopa de azeite,
  • 1 cebola grande ralada,
  • 4 xícaras cheias de tomate picado (pra mim foram 5 tomates, depende do tamanho do seu),
  • 1 lata de crene de leite (tem que ser lata e não caixinha),
  • 1 e 1/2 pote de requeijão (pode ser cream cheese também),
  • 1/2 xícara de cheiro verde,
  • 1 colher de sopa de amido de milho dissolvida em 100 ml de água (opcional).

Como fazer:

A primeira coisa que deve ser feita é temperar todo o camarão com duas colheres de sopa de alho e os sachês de Hondashi® (tempero oriental à base de peixe encontrado facilmente nos mercados). Enquanto você “trabalha” na moranga eles  ficarão marinando reservados em um pote.

O próximo passo é lavar a moranga com água, detergente e esponja (figura 1).

Figura 1 - Lave sem medo

Figura 1 – Lave sem medo.

Após isso, com auxílio de uma faca levemente inclinada, cortem a parte superior da moranga como se tivessem fazendo uma tampa para ela (figura 2).

Figura 2 - Tampa da moranga

Figura 2 – Tampa da moranga.

Após o corte, retirem a “tampa” e manualmente retirem os caroços e aquele parte branca que fica bem no centro da moranga, de maneira que só fique realmente a abóbora lá dentro (figuras 3, 4 e 5 )

Figura 4 - Tirando a tampa

Figura 3 – Tirando a tampa.

Figura 5 - Tirando tudo

Figura 4 – Tirando tudo de dentro.

Figura 5 - só a Abóbora

Figura 5 – Só a abóbora.

Feito isso, moranga aberta e sem as sementes, vamos agora cozinhar a abóbora propriamente dita. Isso antigamente era a parte mais chata e demorada da receita, porém aprendi essa técnica que vou ensinar vendo um programa de TV.

Peguem o caldo de camarão (um tablete de caldo de camarão dissolvido em 1/2 litro de água) e despejem dentro da moranga até completá-la totalmente. Coloquem a “tampa” da moranga e enrolem com filme plástico PVC (figura 6) e levem ao forno microondas por 10 minutos. Acreditem, dá certo! 

Figura 6 - Filme plástico em toda moranga

Figura 6 – Filme plástico em toda moranga.

Enquanto a moranga cozinha no microondas, vamos agora ao camarão. Nma panela grande em fogo alto, esquentem o azeite, coloquem o restante do alho, depois a cebola (figura 7) e por fim coloque o camarão reservado (figura 8).

Figura 8 - Cebola fritando

Figura 7 – Alho e cebola fritando.

Figura 10 - Camarão refogando

Figura 08 – Camarão refogando.

Ainda com o fogo alto e com ajuda de uma espátula de silicone, mexam o camarão de maneira que o alho e a cebola incorporem em todo o camarão permanecendo dessa forma até começar a ficar corado. Se o seu camarão for daqueles congelados é natural que solte muita água, nesse caso deixem que a água evapore pela metade.

Agora é hora de colocar todo o tomate picado na panela e novamente com ajuda de uma espátula de silicone, mexam até que o tomate incorpore em todo o camarão e comece a “aguar”, dependendo do seu fogão pode levar até uns 10 minutos  (Figura 9). Durante essas ações é possível que o microondas de vocês já tenha “apitado” avisando que está encerrado o tempo de cozimento da moranga, não se preocupem, deixem ela lá, pois só iremos usá-la depois.

Figura 9 – Solta bastante água também.

 Passado uns 10 minutos, vocês perceberão que o volume do líquido na panela não está mais aumentando e sim evaporando, nesse momento vocês irão colocar a lata de creme de leite (figura 10)

figura 14 - Creme da leite

Figura 10- Creme da leite.

Ainda com a espátula de silicone, continue mexendo a panela de maneira que o creme de leite incorpore em todos os outros ingredientes (figura 11).

Figura 13 - É assim que tem que ficar após creme de leite

Figura 11 – É assim que tem que ficar após incluir o creme de leite.

O penúltimo passo para preparação do camarão é adicionar 1 pote de requeijão (figura 12) e da mesma forma, com ajuda de uma espátula de silicone, mexer a panela de maneira que o requeijão incorpore em todos os ingredientes.

Figura 13 - Dá vontade de comer requeijão só de olhá-lo, né?

Figura 13 – Dá vontade de comer requeijão só de olhá-lo, né?

O camarão está quase pronto, falta apenas colocar o cheiro verde (figura 13) e mexer toda a panela de maneira que todos os ingredientes fiquem misturados.

Vamos agora voltar para a moranga. Abram o microondas e retirem a moranga com muito cuidado do seu interior, pois certamente estará muito quente, retirem o filme plástico e com auxilio de um garfo retirem a “tampa” da moranga.

Com esse mesmo garfo espete o interior da moranga, principalmente o fundo e as laterais, e verifiquem se a abóbora está macia, é bem provável que sim, caso contrário repitam o processo de enrolá-la com filme plástico PVC e coloquem mais cinco minutos no forno microondas.

Figura 14 - Cheiro verde não pode faltar

Figura 13 – Cheiro verde não pode faltar.

Estando a abóbora da moranga macia, retirem a água do seu interior com muito mais cuidado que antes, pois estará fervendo e com auxílio de uma colher ou até mesmo a espátula de silicone, espalhem o meio pote de requeijão em seu interior no fundo e nas laterais da mesma. (peço desculpas por não ter foto desse passo, realmente esqueci)

Falta pouco agora, coloquem a moranga próximo da panela onde está o camarão e com auxílio de uma concha transfiram o camarão para o interior da moranga (figuras 14 e 15). É interessante que antes de fazer essa transferência, vocês esquentem o camarão, para terem certeza de que o mesmo será servido quente.

21_menor

Figura 14 – Recheando a moranga.

20_menor

Figura 15 – Ainda bem que deixei a moranga próximo a panela, olha como suja.

Pronto, feita a transferência agora é só levar para mesa (figura 16), pode ser que aconteça da sua moranga ser muito “carnuda” e por essa razão não caber todo o camarão dentro, sem problemas, coloque o que couber e levem a mesa (não esqueça de limpá-la por fora caso tenha escorrido pelas laterais).

Durante o jantar após todos terem se servido, peçam licença aos seus convidados e levem a moranga novamente para a cozinha para colocar o restante, sem esquecer de dar uma aquecida antes no camarão.

Figura 17 - Sucesso total

Figura 17 – Sucesso total, servidos?.

A colher de sopa de amido de milho dissolvida em 100 ml de água disse que era opcional, pois deve ser usado somente se o seu camarão com creme de leite e requeijão ficou muito aguado, normalmente isso ocorre quando o camarão estava congelado. Esse ingrediente não irá alterar em nada o sabor final, ele somente irá “engrossar o caldo”

VAMOS TENTAR?
AOS TALHERES!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.