Empadão de camarão

E aí pessoal? Tudo beleza? Já disse certa vez aqui no Blog que não gosto muito de empadinha em festas de aniversários ou eventos sociais, porém sou maluco por por empadão nas refeições. Já havia postado a receita de empadão de frango com palmito que fez muito sucesso entre meus seguidores, mas a receita que irei ensinar hoje, é de empadão de camarão. Acredito que cheguei numa receita que segundo meus filhos (meus mais criteriosos julgadores), bateu o recorde de gostosura, pois utilizei o caldo de camarão para incrementar o recheio.

Vocês irão precisar de:

 Para a massa:

  • 400 gramas de farinha de trigo,
  • 200 gramas de margarina,
  • 2 gemas,
  • Sal a gosto.

Para o recheio:

  • 400 gramas de camarão descascado,
  • 1 limão,
  • 1 colher de sopa de alho picado,
  • 1 cebola roxa ralada,
  • 1/4 colher de chá de cominho,
  • 1 sachê de molho de tomate,
  • 300 ml de caldo de camarão,
  • 2 colheres de sopa de amido de milho,
  • 1 pote de 200 ml de requeijão.

Como fazer:

Numa tigela coloquem 400 gramas de farinha de trigo (figura 1), 200 gramas de margarina (figura 2), duas gemas (figura 3) e uma colher de chá de sal (lembrando que sal é a gosto). Para separar a gema da clara é fácil, basta utilizarem um separador de gemas (figura 3) ou então utilizarem uma técnica bem legal que vi no youtube.

Figura 1 – Farinha de trigo.

Figura 2 – Para essa massa eu prefiro margarina no lugar da manteiga.

Figura 3 – Separador portando apenas a gema que irá para a massa.

Após colocarem todos os ingredientes na tigela, misturem tudo utilizando as pontas dos dedos (figura 4) até que ganhe a consistência e textura de uma massa.

Figura 4 – Mãos à massa!

Com a massa pronta, peguem uma pequena quantidade e amassem contra o fundo e lateriais de um refratário 25 x 35 cm até que fique com a grossura de uma tampinha de cerveja (figura 5), um pedaço colado com outro, colado com outro, colado com outro… E assim vocês cobrirão todo o refratário inclusive as laterais (figura 6). Em seguida reservem.

Figura 5 – Massa sendo montada aos poucos e sem pressa.

Figura 6 – Cortem as sobras das laterais com uma faca.

Se vocês deixaram a massa com grossura de uma tampinha de garrafa e utilizaram um refratário de 25 x 30, certamente sobrou um pouco de massa para ser aberta. Reservem este restante de massa para ser a “tampa” do nosso empadão.

Vamos para o recheio. Coloquem os camarões numa tigela e temperem com o suco de um limão (figura 7), uma colher de sopa de alho picado (figura 8), uma cebola roxa picada (figura 9), 1/4 de colher de chá de cominho (figura 10) e sal a gosto (como referência eu coloquei uma colher de chá).

Figura 7 – Limão é quase que uma obrigação!

Figura 8  – Alho picado.

Figura 9 – No mixer a cebola fica quase moída.

Figura 10 – Caso prefiram, substituam o cominho pelo coentro em pó.

Enquanto o camarão fica marinando por 10 minutos, aproveitem para dissolver o amido de milho no caldo de camarão (figura 11).

Figura 11 – O caldo de camarão eu já ensinei a fazer em outra receita.

Após os dez minutos escorram os camarões e levem a uma frigideira grande em fogo alto, com uma colher de manteiga e outra de azeite (figura 12).

Figura 12 – É essencial que o camarão seja escorrido para retirar o excesso de limão.

A medida que o camarão for esquentando, é natural que ele libere uma “água” (figura 13), esperem um pouco dessa água secar e incluam o sachê de molho de tomate (figura 14). Misturem bem e incluam o caldo de camarão já com o amido de milho dissolvido (figura 15).

Figura 13 – Observem como o camarão libera “água”.

Figura 14 – Quando parte da “água” evaporar, incluam o molho de tomate.

Figura 15 – Caldo de camarão com amido de milho.

Após incluir o caldo de camarão com amido de milho, abaixem o fogo e permaneçam mexendo por aproximadamente cinco minutos até perceberem que o recheio engrossou.

Deixem o recheio esfriar por 10 minutos e logo após esse tempo despejem todo o conteúdo sobre a massa de empadão no refratário (figura 17).

Figura 17 – Esperem o recheio esfriar.

Em seguida, com auxílio de duas colheres, coloquem o requeijão sobre o recheio tentando distribuir sobre toda a superfície dele (figura 18).

Figura 18 – Requeijão é aquele toque especial.

Feito isso, vamos tampar o empadão?! Tenho uma técnica infalível para tampar o empadão, que eu já ensinei a fazer, com fotos do passo a passo na minha receita de empadão de frango com palmito.

Vejam lá como deve ser feito e saberão que não é um bicho de sete cabeças (figuras 19). Por fim é só falta pincelar a “tampa” da massa com mais uma gema  (figura 20) e levar ao forno baixo por aproximadamente 30 minutos (figura 21).

Figura 19 – Tudo pronto para fechar o empadão.

Figura 20 – MC = Macho Cozinha

Figura 21 – Servidos?

VAMOS TENTAR?
AOS TALHERES!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.