Frango grelhado com mel e mostarda

E aí pessoal? Tudo beleza? Mel e mostarda… Falando assim “ao vento” é inimaginável, para nós desbravadores da cozinha, que uma combinação dessa dê certo.

A comida salgada com ingredientes doces já é algo difícil de combinar para quem não é estudioso da gastronomia. Particularmente misturar o mel, que é o que há de mais doce (inclusive servindo de unidade métrica de doçura…” – esse café tá um mel de tanto açúcar”) e a mostarda que é salgada e picante , tem tudo para dar errado.

Pois é… Mas não é que dá certo. Na última viagem que fiz comi uma salada acompanhada de um molho feito de mel e mostarda  que achei maravilhoso e então resolvi trazer essa combinação para uma receita que eu já fazia.

Basicamente é um frango grelhado com um tempero diferente e coberto com um molho bem diferente.

Para o preparo do frango vocês vão precisar de:

  • 1 Peito de frango inteiro,
  • 2 Colheres de sopa de vinagre,
  • 2 Colheres de sopa de mel,
  • 2 Colheres de sopa de mostarda,
  • 1 Limão,
  • 1 Ramo de alecrim,
  • 1 Colher de chá de  sal,  uma colher de sopa de alho e uma pitada de pimenta misturados.

Para o preparo do molho vocês vão precisar de:

  • 2 Colheres de sopa de manteiga,
  • 1 Ramos de alecrim,
  • 1 Colher de chá de cebola desidratada,
  • 1 Colher de chá de alho desidratado,
  • 1 Pote de 200 ml de iogurte natural sem sabor,
  • 2 Colheres de sopa de suco de laranja,

Como fazer o frango:

Peguem o peito de frango e limpem tirando o excesso de gordura e os possíveis pedaços de cartilagem que ficam no dorso e dividam na metade (figura 1 e 2).

Figura 1 - Tirando o excesso de gordura.

Figura 1 – Tirando o excesso de gordura.

Figura 2 - Corte o peito ao meio.

Figura 2 – Corte o peito ao meio.

Agora façam cortes na perpendicular de cada metade do peito de frango de espessura aproximada de um dedo sem dividi-lo (figura 3), após isso reservem .

Figura 3 - Uma imagem vale mais que mil palavras, entenderam agora?!

Figura 3 – Uma imagem vale mais que mil palavras, entenderam agora?!

Para o tempero desse frango, coloquem num recipiente duas colheres de sopa de vinagre (figura 4), duas colheres de sopa de mel (figura 5), duas colheres de sopa de mostarda (figura 6), um limão espremido (figura 7), um ramo de alecrim cortado (figura 8) e a mistura de sal, alho e pimenta (figura 9), após isso misturem bem até obterem uma mistura homogênea (figura 10).

Figura 4 - Duas colheres de sopa de vinagre.

Figura 4 – Duas colheres de sopa de vinagre.

Figura 5 - Duas colher de sopa de mel.

Figura 5 – Duas colheres de sopa de mel.

Figura 6 - Mostarda.

Figura 6 – Duas colheres de sopa de Mostarda.

Figura 7 - Um limãozinho sempre é bom para temperar um franguinho.

Figura 7 – Um limãozinho sempre é bom para temperar um franguinho.

Figura 8 - Com uma tesoura corte somete as folhas do ramo de alecrim.

Figura 8 – Com uma tesoura corte somete as folhas do ramo de alecrim.

Figura 9 - Tempero completo pode ser de qualquer marca.

Figura 9 – A mistura de sal, alho e pimenta.

Figura 10 - Agora é só misturar tudo e o tempero para o frango estará pronto.

Figura 10 – Agora é só misturar tudo e o tempero para o frango estará pronto.

Para temperar o frango abram um filme plástico em cima do balcão (figura 11), coloquem o frango em cima dele e tempere com a mistura feita anteriormente (figura 12), em seguida enrolem com o filme plástico como se estivesse fazendo um “bombom” (figura 13) e em seguida levem-nos para geladeira por no mínimo 30 minutos.

Figura 11 - Abra um filme plástico em cima do balcão.

Figura 11 – Abram um filme plástico em cima do balcão.

Figura 12 - Não esqueca de colocar o tempero não só por cima do frango, mas entre os talhos feitos na carne.

Figura 12 – Coloquem o tempero não só por cima do frango, mas entre os talhos feitos na carne também.

Figura 13 - "Bombos" de frango.

Figura 13 – “Bombons” de frango.

Vamos agora para o molho… É bem simples! Numa frigideira em fogo baixo coloquem duas colheres de sopa de manteiga e quando derreter coloquem as folhas do ramo de alecrim (figura 14), a colher de chá de cebola desidratada (figura 15), a colher de chá de alho desidratado (figura 16), o iogurte natural (figura 17) e por último o suco de laranja (figura 18), misturem tudo, desliguem o forno e reservem.

Figura XX - MAnteiga derretida com alecrim.

Figura 14 – Manteiga derretida com alecrim.

Figura 15 - Cebola desidratada.

Figura 15 – Colher de chá de cebola desidratada.

Figura 16 - Alho desidratado.

Figura 16 – Colher de chá de alho desidratado.

Figura 17 - Iogurte.

Figura 17 – Pote de iogurte de 200 ml.

Figura 18 - Duas colheres de sopa suco de laranja

Figura 18 – Duas colheres de sopa suco de laranja.

Vamos voltar ao frango?! Numa frigideira grande que tenha tampa (amigos tem que ser com tampa, por isso caso queiram substituam a frigideira por outra panela maior) coloquem duas colheres de sopa de manteiga em fogo baixo com as folhas de um ramo de alecrim (figura 19) e deixem derreter, após isso coloquem os peitos de frango (figura 20) e de imediato tampem a panela e deixem-na tampada por 10 minutos (lembrando que o fogo tem que estar baixo!!!).

Figura 19 - Manteiga derretida já com o alecrim.

Figura 19 – Manteiga derretida já com o alecrim.

Figura 20 - Peitos de frango em fogo baixo para cozinhar.

Figura 20 – Peitos de frango em fogo baixo para cozinhar.

Figura 21 - A frigideira com tampa é minha certeza que irei cozinhar o interior do frango e não apenas a parte externa.

Figura 21 – A frigideira com tampa é minha certeza que irei cozinhar o interior do frango e não apenas a parte externa dele.

Durante os dez minutos de cozimento, destampem pelo menos uma vez a frigideira e derramem um pouco da mistura feita para temperar o frango por cima dele. Passado os dez minutos virem o frango com cuidado para não quebrá-lo (figura 22).

Figura 22 - Virem o frango com cuidado

Figura 22 – Virem o frango com cuidado.

Logo que virarem o frango, derramem um pouco mais do tempero e tampem a frigideira por mais 5 minutos. Após esse tempo destampem e esperem o frango grelhar de um lado e depois do outro (figura 23). Como a mistura leva mel é natural que os frangos fiquem com aspecto de queimado, mas não é isso, trata-se do mel que caramelizou com o calor.

Para terem certeza que não estão passando do ponto e queimando o frango, olhem o fundo da frigideira, enquanto houver líquido, é porque não está queimando, entenderam?!

Figura 24 - Pois é... meu frango "quebrou", porém NÃO está queimado, esse escuro é do mel que caramelizou.

Figura 23 – Pois é… Um dos meus peitos de frango “quebrou” em dois.

Prontinho sua refeição está pronta! Agora é colocar o frango num prato de servir com os talhos para cima e colocar o molho por cima  (figura 24).

Figura 24 - Servidos?!

Figura 24 – Servidos?!

Amigos, como vocês devem ter percebido estou utilizando pela primeira vez uma máquina fixa para tirar as fotos do passo a passo, EU SEI que ainda não ficaram legais, pois o reflexo da luz ficou evidente nas imagens. Como fiz essa receita durante a noite, tive que utilizar uma luz artificial para iluminar meu balcão, mas como disse foi a primeira vez, vou corrigir isso.

Sobre a receita, o que acharam?! Para não se “embanarem” na confecção sugiro fazer cada passo de cada vez, primeiro o processo de temperar e enrolar o frango num filme plástico, depois o molho e por fim o cozimento do frango. Eu garanto que o sabor é sensacional, se por acaso vocês não gostam de mostarda ou de mel, não se preocupem o sabor deles não fica em destaque, ambos ficam realmente suaves.

VAMOS TENTAR?
AOS TALHERES!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.