kibe cremily de forno

E aí pessoal? Tudo beleza? O salgado chamado de kibe é um sucesso no paladar de todas pessoas de qualquer idade. Nos últimos anos, uma rede de alimentação tipo fast food especializada em comida árabe (o kibe é uma comida árabe caso vocês não saibam) lançou um kibe rechado com queijo que deixou ainda mais gostoso esse salgado.

Pensando em ajudar aos amigos a fazerem esse kibe recheado como refeição e não apenas como salgado, pesquisei algumas receitas de recheio e fiz adaptações para chegar em um resultado que julguei muito bom.

Vocês irão precisar de:

  • 600g de carne moída,
  • 2 xícaras de trigo para kibe,
  • 1 xícara de folhas de hortelã,
  • 3 dentes de alho,
  • 1 cebola,
  • 1 colher de chá de sal.
  • 1/2 colher de chá de pimenta síria,
  • 1/4 xícara de chá de farinha de trigo,
  • 2 sopa de manteiga,
  • 2 xícaras de chá de leite,
  • 1 pitada de noz moscada,
  • 200 gramas de queijo mussarela.

Como fazer:

A primeira coisa a ser feito é colocar o trigo de kibe em uma tigela (figura 1) e colocar de molho em água morna (figura 2) para que o trigo fique hidratado.

Figura 1 – Trigo para hidratar.

Figura 2 – Cubra completamente o trigo e deixe uma sobra de dois dedos de água.

Em seguida peguem a cebola, os dentes de alho e as folha de hortelã e piquem tudo com uma faca ou com um pequeno mixer (figura 3). Misturem esses temperos picados na carne moída (figura 4) e em seguida temperem com o sal (figura 5) e com a pimenta síria (figura 6).

Figura 3 – Pode ser na faca, mas é muito mais fácil com um mixer ou processador.

Figura 4 – Misturem a “pasta” formada com a carne.

Figura 5 – Temperem com o sal (lembro que sal é a gosto).

Figura 6 – Pimenta síria dará um sabor todo especial a carne.

Enquanto a carne descansa com os temperos, peguem um peneira e coem o trigo de kibe (figura 7) em seguida transfiram para um pano limpo (figura 8) para que possam espremer o trigo para retirar todo o excesso de água (figura 9).

Figura 7 – Primeiro coem o trigo.

Figura 8 – Despejem o trigo sobre um pano de prato limpo.

Figura 9 – Observem o excesso de água caindo pelo ralo da pia.

Após secarem o trigo, misturem (figura 10) com a carne já temperada que estava reservada até obterem uma massa uniforme (figura 11).

Figura 10 – Misturem com a carne.

Figura 11 – Massa do quibe pronta.

Antes de montarmos nosso kibe de forno, vamos preparar o recheio. Em uma frigideira coloquem a manteiga (figura 12) e quando derreter coloquem a farinha de trigo para fritá-la (figura 13).

Figura 12 – Manteiga para derreter.

Figura 13 – É natural formar umas “bolas” de farinha.

Abaixem o fogo e tentem dissolver/misturar a farinha na manteiga. Em seguida coloquem o leite (figura 14), a pitada de noz moscada (figura 15) e mexam bastante com uma colher de bambu até obterem um creme (figura 16). Desliguem o fogo e reservem.

Figura 14 – Incluam o leite, mas não parem de mexer.

Figura 15 – Incluam a noz moscada (percebam que a farinha já dissolveu). 

Figura 16 – Creme pronto.

Para dar mais “gostosura” em nossa recheio, incluam o queijo mussarela no creme (figura 17) e misturem bem para ficar uma massa homogênea (figura 18).

Figura 17 – Queijo para dar “gostosura”.

Com todos os ingredientes prontos, agora é hora de montar nosso quibe. Em um refratário untado com azeite (figura 18) coloquem metade da massa de carne e trigo (figura 19), em seguida coloquem o creme de queijo (figuras 20 e 21) e por fim cubram com o restante da massa de carne e trigo (figura 21).

Figura 18 – Utilizem um pincel para espalhar bem o azeite.

Figura 19 – Metade da massa.

Figura 20 – Todo o creme de queijo.

Figura 21 – Espalhem bem sobre toda a extensão do refratário.

Figura 21 – Cubram com o restante da massa.

Antes de levar ao forno, espalhem mais azeite por sobre kibe com ajuda de um pincel (figura 22) e para dar uma aparência ainda mais bonita para seu prato, façam riscos perpendiculares sobre a massa (figuras 23 e 24). Por fim, leve ao forno por 50 a 60 minutos em forno médio e sirva ainda quente (figura 25)

Figura 22 – A intenção desse azeite é não deixar a superfície seca.

Figura 23 – Façam cortes na diagonal.

Figura 24 – Depois façam cortes perpendiculares.

Figura 25 – Servidos?

VAMOS TENTAR?
AOS TALHERES!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.