Pizza

E aí pessoal? Tudo beleza? Será que existe alguém no mundo que não gosta de pizza? Acho que não. Não é á toa que essa iguaria é a mais consumida no mundo, pelo menos “…É o que aponta um levantamento realizado no banco de dados de clientes de um grupo de delivery online presente em 30 países. A pesquisa foi feita com base nas cidades em que atua, fazendo uma comparação entre os pedidos realizados. A pizza lidera os pedidos de delivery online no Brasil e também no Paquistão, Indonésia, Vietnã, Hungria, Rússia e Arábia Saudita, e representa 30% de todos os pedidos realizados através da empresa em todo o mundo…no Brasil, os números são ainda mais significativos, chegando a 40% de todos os pedidos realizados pela plataforma…”

Porém vamos combinar, pizza ruim TEM UM MONTE POR AÍ, certo?! Aquelas de marcas conhecidas vendidas congeladas nos mercados, é um bom exemplo disso. Vocês compram duas pizzas congeladas com ingredientes totalmente diferentes (calabresa e brócolis, por exemplo) e quando esquentam para comê-las sentem o mesmo aroma na cozinha e principalmente o mesmo sabor na boca, concordam?! Para resolver esse problema hoje vou ensinar uma receita de massa de pizza bem fácil. Também ensinarei dois recheios bem comuns, a de calabresa (ou Catupiresa como eu batizei) e a de frango com catupiry.

Vocês irão precisar de:

Massa:

  • 3 xícaras de farinha de trigo,
  • 2 colheres de azeite,
  • 200 ml água,
  • 1 colher de sopa de fermento biológico seco,
  • 1/2 colher de chá de sal.

Pizza de calabresa:

  • Molho de tomate,
  • 300 gramas de mussarela ralada
  • 1/2 linguiça calabresa cortada em rodelas,
  • Catupiry (opcional),
  • Orégano.

Pizza de frango com catupiry:

  • Molho de tomate,
  • 200 gramas de frango desfiado,
  • 1 colher de sopa de margarina,
  • 1/2 cebola ralada,
  • 1 colher de sopa de alho,
  • Azeitonas pretas.
  • Catupiry,
  • Orégano.

Como fazer:

Primeiro a massa. Numa tigela coloquem a farinha de trigo (figura 1), o sal (figura 2), o azeite (figura 3), a água (figura 4) e o fermento (figura 5).

Figura 1 - Farinha de trigo.

Figura 1 – Farinha de trigo.

Figura 2 – Sal.

Figura 2 - Azeite.

Figura 3 – Azeite.

Figura 1 - Farinha de trigo.

Figura 4 -Água.

Figura 3 - Fermento.

Figura 5 – Fermento.

Com todos os ingredientes incluídos na tigela ponham, literalmente, a mão na massa (figura 6) e mexam os ingredientes até formar uma massa única (figura 7).

Figura 5 - Mãos à massa!!

Figura 6 – Mãos à massa!

Figura 6 - Misturem bem até formar uma bola.

Figura 7 – Misturem bem até formar uma bola.

Após obter a “bola” de massa, espalhem um pouco de farinha em cima de um balcão ou  mesa de mármore e sovem a massa por uns dois minutos. Já sei, meus amigos desbravadores da cozinha não fazem ideia do que seja “sovar” uma massa, certo?! Para ajudá-los achei um vídeo no youtube de uma massa sendo sovada, vejam lá e aprendam!

Após sovarem a massa, deixem-na repousando em cima de um pouco de farinha de trigo na mesma mesa ou balcão de mármore em que vocês estavam trabalhando e cubram-na com um pano limpo (figura 8).

Esperem por trinta minutos para que a massa cresça, e após esse tempo, descubram-na e dividam-na em 4 partes iguais (figura 9).

Figura 7 - Agora é só cobrir com um pano e esperar por uns trinta minutos.

Figura 8 – Agora é só cobrir com um pano e esperar por uns trinta minutos.

Figura 9 - Com auxílio de uma faca fica mais fácil de dividir a massa.

Figura 9 – Com auxílio de uma faca fica mais fácil de dividir a massa.

Agora é hora de abrir a massa com auxílio de um rolo de massa.  Espalhem mais um pouco de farinha em cima do balcão ou mesa de mármore (figura 10), e iniciem a abertura da massa. A medida que vocês forem abrindo, espalhem mais um pouco de farinha para que ela não fique grudando na mesa (figuras 11 e 12).

Figura 10 – Farinha na messa pra não grudar.

Figura 11 - Quem brincou de massinha não sente dificuldade.

Figura 11 – Quem brincou de massinha não sente dificuldade.

Figura 12 - Mão na massa.

Figura 12 – Mão na massa.

Com as massas abertas, vamos agora pré assá-las. Peguem as massas coloquem-nas em assadeiras de pizza ou outra similar (figura 13) e levem-nas ao forno médio para ficarem  “com cara” de pré-assada (uns 5 minutos serão suficientes). Não se assustem se começarem a crescer umas “bolhas” na massa durante o tempo em que ela permanecer no forno, pois quando elas aparecerem será um sinal de que estará pronta para receber o recheio.

Figura 13 - Massa para assar.

Figura 13 – Massa esticada pronta para assar.

Figura 14 - As "bolhas" são a certeza de que a massa não "solou" e que já estão pré assadas.

Figura 14 – As “bolhas” são a certeza de que a massa não “solou” e que já estão pré assada.

Pronto meus amigos, suas massas estão prontas (figura 15). Agora é só escolher os recheios de seus gostos para concluírem suas pizzas.

Figura 15 - Massas prontas para receberem os recheios.

Figura 15 – Massas prontas para receberem os recheios.

  Pizza Catupiresa

Peguem metade de uma linguiça calabresa cortem-na em rodelas, coloquem-nas num prato de jantar e levem ao forno microondas por um minuto e meio. A finalidade desse passo é para que a linguiça calabresa fique “tostadinha” como nas pizzarias com forno à lenha, por essa razão “dou um susto” nas rodelas de linguiça antes de irem ao forno (figura 16 e 17).

Figura 15 - Antes do susto!

Figura 16 – Antes do susto!

Figura 17 - Depois do susto! Perceberam a diferença?

Figura 17 – Depois do susto perceberam a diferença?

Peguem a massa já pré-assada e espalhem molho de tomate por cima (figura 18). Em seguida espalhem o queijo mussarela ralado por cima do molho de tomate (figura 19), arrumem as linguiças na quantidade que desejarem por cima do queijo e para “judiar” ainda mais, coloquem catupiry por cima de tudo com auxílio de um saco de confeiteiro (ou usando aquelas bisnagas de catupiry vendidas em mercado).

Por fim coloquem orégano conforme o gosto de vocês por cima de tudo e levem ao forno até perceberem que o queijo derreteu e as bordas estão tostadas. (figura 20).  Se quiserem, incluam rodelas de cebola por cima de tudo que também fica muito bom!

Figura 18 - A mãozinha delicada de minha filha espalhando o molho de tomate.

Figura 18 – A mãozinha delicada de minha filha espalhando o molho de tomate.

Figura 19 - Agora o queijo.

Figura 19 – Agora o queijo.

Figura 21 - Servidos?!

Figura 20 – Servidos?!

Frango com catupiry

Numa frigideira em fogo alto incluam a colher de sopa de margarina, o alho picado e a cebola ralada e após perceberem a cebola dourando, incluam o frango desfiado (figura 21) para que ele dê uma refogada e fique ligeiramente dourado (figura 22), após isso reservem.


Figura 21 – Frango entrando na frigideira para ficar corado.


Figura 22 – Frango “coradinho”.

Para montar a pizza é só seguir os passos previstos nas figuras 18 e 19. Após isso, espalhem o frango refogado por cima do queijo, coloquem umas azeitonas pretas, espalhem o Catupiry. Por último, coloquem o orégano por cima de tudo e levem ao forno até perceberem que o queijo derreteu e as bordas estão tostadas. (figura 23).

Figura 22 - Servidos?!

Figura 23 – Servidos?!

Pronto meus amigos, pizza pronta de forma rápida (rápida mesmo, acreditem!) com uma massa de sabor sensacional e crocante! Ahhh, já estava me esquecendo,  as outras duas massas, coloquei somente o molho de tomate e o queijo e CONGELEI enrolada num filme plástico.

Com essa notícia de que é possível congelar vocês se empolgaram ainda mais fazer né?! Podem congelar sem medo, porém não deixem de colocar pelo menos o molho de tomate antes de levarem ao freezer, pois caso não façam isso a massa irá secar e ficará parecido com um biscoito.

DICA 1: Vocês sabiam que pois quando a temperatura está mais quente as massas de pizza (ou de pão) tendem a crescer mais que em tempos frios, então para os meus seguidores que moram em uma cidade com temperatura mais fria, ensinarei um recurso para que a massa cresça mais rápido. Coloquem a massa em um pote grande e levem ao forno DESLIGADO juntamente com uma travessa ou assadeira com água fervendo, para que o vapor liberado pela água fervendo esquente o ambiente onde a massa está descansando (figura 24).

Figura 8 - A massa dentro do pote branco e a água fervendo na assadeira preta.

Figura 24 – A massa dentro do pote branco e a água fervendo na assadeira preta.

DICA 2: Cortem, refoguem e preparem seus ingredientes dos recheios antes de abir e pré-assar as pizzas. Ter os ingredientes já separados em porções, facilita na hora da “montagem” das pizzas.  

DICA 3: Poucas vezes fiz propaganda aqui, mas dessa vez não tem como, pois já tentei com outras marcas e não deu certo. Utilizem o fermento biológico seco da marca Fleischmann (figura 25), além dele ser de excelente qualidade vocês poderão colocar o que sobrar no freezer e dessa forma poderão ter sempre que precisarem, pois ele não congela.

Figura 24 - Fermento Fleschimann

Figura 25 – Fermento Fleischmann.

E aí gostaram?! Essa receita é complexa, não pela sua preparação, mas pela sujeira que é produzida devido a farinha utilizada para abrir a massa. Porém nada que um pano molhado não resolva. Experimentem fazer! Vocês irão se apaixonar e vão querer fazer todos os finais de semana!

 

Fonte: http://mercadoeconsumo.com.br/noticias/segundo-pesquisa-pizza-e-prato-mais-pedido-mundo/

VAMOS TENTAR?
AOS TALHERES!

2 comentários em “Pizza

  • 14/10/2019 em 12:15
    Permalink

    Sensacional, velho amigo!

    Sensacional!

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.