Risoto de brie com parma

E aí pessoal? Tudo beleza? Queijo e presunto. Um “casal” difícil de ser visto um sem o outro. Mesmo que algumas vezes algum “desavisado” tente se infiltrar nessa relação como o peito de peru ou o lombo canadense (dentre vários), esses dois quando estão juntos é certeza do sucesso.

Sabendo da “cumplicidade” existente entre estes dois, muitos chefs de cozinha utilizam esses dois ingredientes em suas receitas. Para nossa felicidade, algum desses mestres da cozinha, inventou um risoto utilizando o que há de melhor em queijo e presunto, o queijo brie e do presunto parma.

Esse risoto, é o que chamo de feito para ocasiões especiais. Meus amigo desbravadores da cozinha, à partir do momento em que fizerem esse risoto, seja para receber amigos em casa ou para agradar as suas  famílias ou até mesmo para impressionar aquela colega de trabalho que estão interessados, tenham a certeza que vocês serão encarados com outros olhos. Isso se deve ao fato de que esse prato é maravilhosamente gostoso e nos poucos restaurantes em que são servidos, custam “oszóiodacara”, porém meus amigos vocês verão que sua confecção é extremamente simples.

Antes de passarmos para a receita, uma breve explicação:

Queijo brie –  “Originário da França, com as primeiras produções datadas no ano 800 d.C., ele tem uma casca branca aveludada comestível, com sabor amendoado, e seu interior é mais cremoso. O Queijo Brie possui sabor suave e ao mesmo tempo marcante.”

Presunto Parma“O Parma é um presunto que possui o selo D.O.P. (Denominação de Origem Protegida ) é produzido exclusivamente na região de Parma, na Itália com os mesmos métodos artesanais de mais de 2.000 anos e o seu segredo começa com uma seleção cuidadosa e precisa dos porcos. Os animais nascem e são criados em fazendas autorizadas, localizadas em dez microrregiões do centro-norte da Itália e, além disso, possuem uma dieta diferenciada, baseada em grãos, cereais e soro do queijo que garante ao porco uma carne mais delicada e saborosa.”

Vocês vão precisar de:

  • 2 litros de caldo de legumes,
  • 1 colher de azeite,
  • 1 xícara de chá de alho poró picado,
  • 250 gramas de arroz arbório,
  • 1 xícara de chá de vinho branco seco,
  • 120 gramas de queijo brie,
  • 100 gramas de presunto parma,
  • 200 gramas de iogurte natural (se for iogurte grego é melhor ainda),
  • 50 gramas de queijo parmesão ralado.

A primeira coisa que temos que acertar qual caldo de legumes vocês desejam utilizar. Se vocês tiverem com disposição de fazer um caldo de legumes natural, é só seguir a receita que postei aqui, mas caso queiram praticidade, dissolvam 03 cubos de caldo de legumes em dois litros de água fervente e reservem.

Numa panela coloquem a colher de azeite (figura 1) e quando esquentar coloquem a xícara de alho poró (figura 2) para refogar.

Figura 1 - Azeite.

Figura 1 – Azeite.

Figura 2 - Alho poró.

Figura 2 – Alho poró.

Após o alho poró começar a ficar mais claro (meio que transparente) coloquem o arroz para refogar (figura 3), mexendo bem com uma colher de bambu até perceberem que o arroz começou a secar e está “agarrando” no fundo da panela, nesse momento incluam a xícara de chá de vinho (figura 4).

Figura 3 - Arroz arbóreo para refogar.

Figura 3 – Arroz arbóreo para refogar.

Figura 4 - Sintam o aroma do vinho evaporando na panela.

Figura 4 – Sintam o sensacional aroma do vinho evaporando na panela.

Após colocarem o vinho, mexam com uma colher de bambu (serei chato e repetirei o tempo todo isso …”mexam com uma colher de bambu”) e a medida que o vinho for evaporando comecem a colocar o caldo de legumes (figura 5)

Figura 5 - Após colocar a concha de caldo de legumes, adivinhem?! Mexam com uma colher de bambu.

Figura 5 – Após colocar a concha de caldo de legumes, adivinhem?! Mexam com uma colher de bambu.

Meus amigos, agora é paciência… Sigam colocando o caldo de legumes aos poucos e sempre após colocá-lo, mexam bem (figura 6).

Figura 6 - Após colocarem metade do caldo, começem degustar alguns grãoes de arroz para sentirem a textura.

Figura 6 – Após colocarem metade do caldo, comecem a degustar alguns grãos de arroz para sentirem a textura.

Quando, após degustar alguns grãos, perceberem que o arroz está al dente, coloquem os queijos picados (figura 7) e após mexerem bem e perceberem que eles estão derretendo, coloquem o presunto cortados em pedacinhos (figura 8).

Figura 7 - Queijo no arroz.

Figura 7 – Queijo no arroz.

Figura 8 - Agora é o presunto!

Figura 8 – Agora é o presunto!

Está quase pronto! Após misturarem bem os ingredientes, incluam somente no momento em que forem servir, o iogurte grego (figura 9) na sequência o queijo parmesão (figura 10). Vocês irão impressionar seus convidados ( figura 11).

Figura 9 - Iogurte natural é um excepcional substituto do creme de leite.

Figura 9 – Iogurte natural é um excepcional substituto do creme de leite.

Figura 10 - Queijo parmesão para ficar mais gostoso.

Figura 10 – Queijo parmesão para ficar mais gostoso.

Figura 11 - Servidos?

Figura 11 – Servidos?

Amigos, não tem erro! É “correr para o abraço” após a degustação! O sabor é incrível e como devem ter percebido, a praticidade e rapidez de confecção também. O segredo deste e de qualquer risoto é mexer sempre, pois quanto mais mexemos mais cremoso ele fica.

Não vou mentir, o queijo brite e o presunto parma são “salgados” no preço, mas para fazer numa ocasião especial vale muito a pena.

fontes:

http://www.tirolez.com/produtos/detalhe/queijo-brie

http://www.tribunadabahia.com.br/2015/01/20/aprenda-as-diferencas-entre-os-presuntos-cru-parma-san-daniele

VAMOS TENTAR?
AOS TALHERES!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.