Rocambole de maminha, rúcula e tomate seco.

E aí amigos? Tudo beleza? Hoje vou trazer uma receita que é tudo de bom, pois tem carne, queijo e salada “tudo junto e misturado”. Trata-se de uma carne que é bem saborosa quando feita em churrasco, “recheada” com rúcula (a mais saborosa das verduras), tomate seco e queijo coalho.

Apesar de parecer uma receita complexa, vocês verão que o mais complicado dessa receita é abrir a “carne como manta”, mas caso não queiram se arriscar a fazer (será ensinado durante a receita) é só pedirem ao açougueiro amigo do mercado que eles farão sem problemas.

Para a carne vocês irão precisar de:

  • 1 peça de maminha,
  • 200 gramas de tomate seco em conserva,
  • 1 maço de rúcula,
  • 2 espetos de queijo coalho,
  • Sal à gosto.

Fiz essa receita com molho de vinho, bem simples, vou ensinar também, mas se quiserem derramar um molho de tomate por cima da carne também ficará muito gostoso.

Para o molho vocês irão precisar de:

  • 1 colher de sopa de manteiga (ou margarina),
  • 1/2 cebola ralada,
  • 1 colher de sopa de alho,
  • 300 ml de vinho tinto
  • 1 pacote de sopa de cebola,

Como fazer a carne:

A primeira coisa pra ser feita e tirar o excesso de gordura da carne (figuras 1 e 2), depois disso para facilitar enrolar a carne em manta como um rocambole, será necessário tirar o excesso (a ponta) de carne (figura 3).

Figura 1 - Carne ainda "suja".

Figura 1 – Carne ainda “suja”.

Figura 2 - Carne sem excesso de gordura.

Figura 2 – Carne sem excesso de gordura.

Figura 3 - Sem a ponta da carne.

Figura 3 – Sem a ponta da carne.

Cortar a carne em manta não é difícil, basta realizar todos os cortes sempre no sentido longitudinal. As imagens são bem explicativas (figuras 4, 5, 6, 7 e 8).

Figura 4 - Corte a peça no meio mas não até o final.

Figura 4 – Cortem a peça no meio, mas sem separar cada lado da carne, as “abas” devem ficar unidas pelo centro.

Figura 5 - Corte cada metade da carne, também sem cortar até o final.

Figura 5 – Corte cada “aba” da carne, também sem cortar até o final.

Figura 6 - Primeiro uma banda...

Figura 6 – Primeiro uma banda…

Figura 7 - Depois a outra...

Figura 7 – Depois a outra…

Pronto! Com a carne aberta em manta vamos temperá-la com sal (figura 8) e em seguida recheá-la com rúcula (figura 9), tomate seco (figura 10) e por fim o queijo coalho (figura 11).

Figura 8 - Sal.

Figura 8 – Sal.

Figura 9 - Tomate seco.

Figura 9 – Rúcula.

Figura 10 - Tomate seco.

Figura 10 – Tomate seco.

Figura 11 - Queijo coalho.

Figura 11 – Queijo coalho.

Agora é enrolar como se fosse um rocambole (figuras 12 e 13) e depois disso, para manter ele “fechadinho”, amarrá-lo com barbante (figura 14 e 15).

Figura 12 - Enrolando o rocambole.

Figura 12 – Enrolando o rocambole.

Figura 13 - Enrole da parte mais grossa para a parte mais fina da carne.

Figura 13 – Enrole da parte mais grossa para a parte mais fina da carne.

Figura 14 - Quatro barbantes são suficientes para amarrá-lo.

Figura 14 – Quatro barbantes são suficientes para amarrá-lo.

Figura 15 - Pronto... fechadinho.

Figura 15 – Pronto… fechadinho.

Para assar a carne, vamos embrulhá-la num papel celofane para churrasco (figuras 16 e 17), já falei sobre esse “papel” na receita de bombom de maminha.

Figura 16 - Papel celofane para churrasco.

Figura 16 – Papel celofane para churrasco.

Figura 17 - É só enrolar a carne no papel e fechar as laterais com barbante.

Figura 17 – É só enrolar a carne no papel e fechar as laterais com barbante.

Agora é só levar a carne ao forno médio 230°C por 45 minutos, inicialmente com o papel celofane “fechadinho” e faltando 15 minutos para o término faça um corte na parte superior do papel para que a carne doure um pouco.

Enquanto a carne está assando, vamos fazer o molho. Numa panela refoguem a cebola e o alho na manteiga até estes ingredientes ficarem levemente dourados em seguida coloquem o vinho tinto seco (figura 18).

Figura 18 - Colocando o vinho para "apurar".

Figura 18 – Colocando o vinho para “apurar”.

Permaneçam mexendo o vinho em fogo baixo por uns 3 a 5 minutos, logo na sequência coloquem o envelope de sopa de cebola (figura 19) e mexam até sentirem que o molho engrossou (figura 20).

Figura 19 - Sopa de cebola é um "coringa" para fazer molhos.

Figura 19 – Sopa de cebola é um “coringa” para fazer molhos.

Figura 20 - Prontinho! Rápido não?!

Figura 20 – Prontinho! Rápido não?!

Após 45 minutos retirem a carne do forno, tirem o papel celofane, tirem os barbantes que estavam amarrando o rocambole, cortem em fatias, coloquem numa travessa e reguem com o molho de vinho ou outro da preferência (figura 21).

Figura 21 - Apresentação é importante!

Figura 21 – Apresentação é importante!

O papel celofane para churrasco é muito bom para que vocês consigam deixar a carne cozida “no ponto” e extremamente suculenta (figura 22).

Figura 22 - Servidos?

Figura 22 – Servidos?

 E aí o que acharam? Essa receita é realmente fácil de fazer. Estou de acordo que o que complica é abrir a carne “em manta”, porém como disse no início da receita, a maioria dos açougueiros fazem isso. A combinação de rúcula e tomate seco já é “consagrada” e o queijo coalho entra como intruso nessa combinação, porém um intruso que vem para somar.

O papel celofane é um dos grandes responsáveis para o bom cozimento da carne, pois ele funciona como uma “panela de pressão”, ou seja, cozinhando e mantendo o sabor.

VAMOS TENTAR?
AOS TALHERES!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.