Falafel

E aí pessoal? Tudo beleza? Hoje vou apresentar uma receita diferente de todas que já fiz até hoje, pois trata-se de uma refeição típica do cardápio vegano/vegetariano. Confesso que quando me perguntaram se eu sabia fazer alguma comida desse ramo eu não sabia dizer nem que sim nem que não.

No entanto, em uma certa ocasião, num restaurante de cardápios variados, provei uma comida que lembrava um bife à parmegiana, que apesar de estar bem gostoso, percebi de imediato que não se tratava de carne e sim de um bolinho feito de uma massa bem temperada. Esse bolinho descobri depois que se tratava do falafel.

Falafel é um bolinho de massa de grão de bico frito (ou assado), que possui algumas ervas e especiarias em sua composição, e serve de “base” para outras refeições como hambúrguer, sanduíche de pão sírio e pratos quentes diversos.

Hoje vou ensinar a fazer uma receita que aprendi na internet e aperfeiçoei utilizando o método tentativa e erro, além disso incrementei o bolinho recheando-o com queijo.

Vamos vão precisar de:

  • 1 xícara de grão de bico,
  • 1 cebola pequena,
  • 2 colheres de sopa de alho picado,
  • 1 xícara de cheio verde,
  • 1 colher de sopa de folhas frescas de hortelã,
  • 1/2 colher de chá de cominho,
  • 1 colher de chá de sal (sugestão),
  • 1/2 xícara de farinha de trigo,
  • Queijo mussarela em cubos,
  • Óleo para fritar.

Como fazer:

O ideal é fazer essa receita com certa antecedência, pois o passo inicial dessa receita é colocar o grão de bico de molho por 8 horas no mínimo. Após o tempo sugerido, coloquem o grão de bico para cozinhar na panela de pressão por 25 minutos (figura 1).

Figura 1 – É para cozinhar 25 minutos após a panela “pegar pressão”.

Após o cozimento do grão de bico, escorram, esperem esfriar até atingir a temperatura ambiente, transfiram para um mixer (figura 2) e batam até transformar os grãos em uma massa (figura 3). Após isso, transfiram para uma tigela e reservem.

Figura 2 – Esperem esfriar e transfiram para o mixer.

Figura 3 – Batam até obterem uma massa.

Figura 4 – Transfiram para uma tigela e reservem.

Agora é hora bater os temperos. No mesmo mixer que vocês bateram o grão de bico coloquem a cebola pequena (figura 5), as colheres de sopa de alho picado (figura 6), a xícara de cheiro verde sem os talos da salsinha (figura 7), as colheres de sopa hortelã (figura 8), o cominho (figura 9), o sal (figura 10) e batam até formar uma basta (figura 11).

Figura 5 – Cebola.

Figura 6 – Alho.

Figura 7 – Cheiro verde – É imprescindível tirar os talos da salsinha.

Figura 8 – Hortelã (quem gosta muito, pode botar mais).

Figura 9 – Cominho.

Figura 10 – Sal (lembrando que sal é a gosto).

Figura 11 – Pasta de temperos, especiarias e ervas.

Com tudo batido, transfiram para a tigela (figura 12) onde estava a pasta de grão de bico e misturem bem até obterem uma massa homogênea (figura 13).

Figura 12 – Transfiram a pasta de temperos, especiarias e ervas para a tigela.

Figura 13 – Misturem até obterem uma massa homogênea.

Quando tudo estiver bem misturado, ou seja, com “verdinho” espalhado por toda a massa, incluam meia xícara de chá de farinha de trigo (figura 14) e misture mais uma vez até obter uma massa homogênea (figura 15).

Figura 14 – Farinha para dar liga.

Figura 15 – Massa pronta.

Com a massa pronta, vamos recheá-lo. Cortem o queijo em cubos de aproximadamente 1 centímetro (figura 16) e reservem. Em seguida peguem um pouco da massa façam uma bolinha maior que o queijo (figura 17) e molde de maneira que fiquem do tamanho de uma bola de ping pong (figura 18).

Figura 16 – Queijo em cubos.

Figura 17 – Queijo pronto para rechear o bolinho.

Figura 18 – Bolinhas de falafel.

O último passo é fritar os bolinhos. Numa panela alta coloquem o óleo e quando tiver quente coloquem os bolinhos para fritar (figura 19). Quando os bolinhos estiverem dourados, escorram e transfiram para um papel toalha (figura 20) para retirarem o excesso de óleo. Sirvam ainda quente para que o queijo derreta na hora de partirem o bolinho (figura 21).

Figura 19 – Fritem no máximo três bolinhos por vez.

Figura 20 – Deixem escorrer um pouco no papel toalha.

Figura 21 – Servidos?

VAMOS TENTAR?
AOS TALHERES!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.